não desperdício

Moeda Verde completa 2 anos com 300% de aumento na entrega de recicláveis em Santo André

O Moeda Verde, iniciativa do Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) e da Prefeitura, por meio do Banco de Alimentos, completou na sexta-feira (22) dois anos de implantação na cidade. Desde a sua estreia, em 2017, o programa vem acumulando resultados positivos que refletem diretamente na vida da população de Santo André.

Desde então, foram contabilizadas 232 toneladas de lixo reciclável recebidas, que se transformaram em 46 toneladas de alimentos frescos como frutas, verduras e legumes entregues aos moradores participantes. Em dois anos, já são 14 núcleos que recebem as trocas do programa – Ciganos, Capuava (o campeão da entrega de resíduos), Ciprestes, Eucaliptos, Kibon, Santa Cristina, Cristiane, Sítio dos Vianas, Cruzado, Pintassilgo, Tamarutaca, Sorocaba, Espírito Santo e Missionários.

“Nestes dois anos o moeda verde além de demonstrar na prática os benefícios da reciclagem, também transformou a vida de diversas famílias com a distribuição de mais de 45 toneladas de alimentos do nosso Banco de Alimentos. É uma alegria acompanhar a evolução deste projeto que serviu, inclusive, de exemplo para implementação em outros municípios”, afirmou a primeira-dama e presidente do Fundo Social de Solidariedade de Santo André, Ana Carolina Barreto Serra.

Por meio do Moeda Verde, o Semasa ainda realizou melhorias e revitalizações em seis pontos de descarte irregular de resíduos do município, transformando estas áreas em espaços de convivência e pequenas áreas verdes. Um dos objetivos do programa é exatamente conscientizar a população sobre a importância do descarte correto de resíduos e a redução dos pontos de acúmulo. Os espaços revitalizados ganham novas calçadas, floreiras, vagas para carros e, muitas vezes, pintura, o que aumenta a sensação de pertencimento das famílias que vivem no entorno destes locais.

“A população tem ampliado cada vez mais a participação nas trocas do Moeda Verde, criando hábitos sustentáveis e fortalecendo cada dia mais a iniciativa. Por onde passamos, vemos o sentimento de agradecimento dos moradores”, comemora o superintendente do Semasa, Almir Cicote.

Além disso, a partir do Moeda Verde também foram inauguradas duas Estações de Coleta – Utinga e Jardim Irene – e mais uma (Tamarutaca) deverá ser entregue até o final deste ano. Em outubro, o Semasa finalizou a terceira fase de expansão do programa com a chegada ao Núcleo Missionários (no Jardim Santo André), totalizando 70 mil pessoas sendo beneficiadas direta e indiretamente pelas ações do Moeda Verde.

Ao concluir dois anos de sua estreia, a iniciativa também tem outra marca a comemorar: um aumento de quase 300% no volume de resíduos entregues pela população de um ano para o outro, cujos materiais foram encaminhados para a reciclagem, gerando renda às cooperativas de reciclagem de Santo André, tornando a cidade mais limpa e sustentável. Além disso, o programa também permitiu estimular a economia circular e gerar riqueza, já que todas as hortaliças são adquiridas dos agricultores urbanos de Santo André.

Exemplo de sucesso, o Moeda Verde já serviu de inspiração para outras cidades do país que vieram conhecer o modelo adotado na cidade. O programa conta com um hotsite especial com todas as informações sobre as trocas e núcleos atendidos www.semasa.sp.gov.br/moedaverde.

O Papa: devemos combater o desperdício, ninguém está excluído

“Contra o desperdício e pela mudança do estilo de vida”, são as recomendações do Papa Francisco na sua mensagem ao Programa Alimentar Mundial por ocasião da 2ª sessão ordinária do Comitê Executivo

Na manhã desta segunda-feira, (18) o Papa Francisco enviou uma mensagem ao senhor David Beasley, diretor do Programa Alimentar Mundial por ocasião da abertura da segunda sessão ordinária do Comitê Executivo do órgão.

Na Mensagem, o Papa recordou que nos projetos do Programa estão sendo formuladas iniciativas concretas para tornar mais eficaz a luta contra a fome no mundo.

Contra o desperdício alimentar

“Seus projetos”, afirma o Papa, “compreendem a promoção de medidas determinantes para eliminar o desperdício alimentar, um fenômeno que grava cada vez mais na nossa consciência”.

Em seguida o Papa recorda a desigualdade entre os irmãos: lugares onde não se alimentam suficientemente e outros onde os alimentos são desperdiçados e jogados fora.

“É o que o meu predecessor São João Paulo II definiu de “paradoxo da abundância” que continua a ser um obstáculo à solução do problema da desnutrição da humanidade” afirma o Papa e continua: “O paradoxo implica mecanismos de superficialidade, negligência e egoísmo que estão na base da cultura do desperdício”.

Cumprir compromissos das agendas

Ao falar sobre os compromissos assumidos nas organizações internacionais como Agenda 2030 e Acordo de Paris, o Papa reitera:

“Alcançar estes objetivos é responsabilidade não apenas das organizações internacionais e dos governos, mas de cada um de nós” ou seja: “Famílias, escolas e meios de comunicação têm uma importante tarefa em educar para a sensibilização” e conclui: “Ninguém pode ser excluído da necessidade de combater esta cultura que oprime tantas pessoas, especialmente os pobres e vulneráveis na sociedade”.

“Stop the Waste”

Francisco elogia a campanha global do PAM “Stop the Waste” que evidencia “o quanto o desperdício danifica a vida das pessoas e o progresso dos povos”. A campanha sustenta também que o único modo de agir é mudando o estilo de vida e rejeitando todo e qualquer desperdício.

Sobre este ponto o Papa afirma: “Este novo estilo de vida consiste em valorizar adequadamente o que a Terra mãe nos dá e terá uma repercussão para toda a humanidade”.

Fonte: Vatican News

TORTA DE RESTÃO DA GELADEIRA

Autor: Ale Guerra (cuecasnacozinha)

Se liga na receita e na dica. A equipe do @comidainvisivel me convidou pra fazer uma receita do #desafiodonaodesperdicio e eu aqui convido vocês também a participarem.

COMO PARTICIPAR
Vamos juntos construir o maior livro coletivo de receitas e dicas de não desperdício! Basta postar sua receita ou dica usando a #desafiodonaodesperdicio e marcando o @comidainvisivel e convidar 3 ou mais amigos a participarem também! Vem com a gente para o bem maior do planeta!


RECEITA DE TORTA DE RESTÃO DA GELADEIRA
É fácil, prática, rápida de fazer e também muito versátil!
Você pode fazer essa torta de liquidificador com o restão da sua geladeira.
Sabe aquele momento que sobra um pedaço de tudo na gaveta?
Então, é só picar, ralar, fatiar e dispor esses vegetais sobre a massa.
Vai ficar bem colorido e saboroso.
Nessa torta coloquei cenoura e abobrinha (cortadas em pequenas tiras), alho-poró em rodelas e parmesão ralado por cima.
Pode acrescentar tomate, pimentão, azeitonas, palmito, ervilha, etc, etc, etc.
E que tal ervas frescas? Vale tudo!
Faça com o que você tiver.
E ainda: dá pra congelar em pedaços e descongelar na hora da fome.

INGREDIENTES E MODO DE FAZER

Ingredientes para a massa
3 ovos
2 xícaras de leite
1 xícara de óleo de girassol (soja ou o que preferir)
2 1/2 xícaras de farinha de trigo
2 colheres de sopa cheias de fermento em pó químico
1 pitada de sal

Modo de Preparo
Bota tudo no liquidificador (colocar os ingredientes líquidos primeiro para facilitar na hora de bater)
– ovos + leite + óleo + farinha de trigo + fermento em pó + sal.
Agora liga o botão.
A massa fica líquida mesmo tá, com cara de sopa-creme.
Unta uma assadeira média e despeja tudo.

Cobertura
Despejou a massa cobre com os vegetais.
Bom, eu usei uma cenoura e uma abobrinha cortadas em tiras finas (cruas mesmo).
Metade de um alho-poró e parmesão ralado por cima.
Também reguei com bastante azeite, sal e pimenta do reino à gosto.
Assar por 30 a 35 minutos em forno a 230 graus.

Instagram : cuecasnacozinha

Redução de desperdício vira mais de 100 hortas na África

Em comemoração ao Dia Mundial da Alimentação, celebrado anualmente pela FAO em 16 de outubro, a Costa Cruzeiros reafirma seu compromisso de reconhecer o valor dos alimentos.

Por meio do 4GoodFood, um programa que estabelece um marco para a indústria marítima global, a Costa Cruzeiros determinou a si mesma a meta de reduzir pela metade o desperdício de alimentos a bordo de seus navios até 2020, dez anos antes do prazo da Agenda 2030 da ONU. Hoje, 18 meses após a implementação do projeto em toda a frota, o 4GoodFood reduziu mais de 35% no desperdício de alimentos a bordo.

“Todos os dias do ano fazemos o máximo possível, em toda nossa frota, para ajudar a alcançar os objetivos promovidos pela FAO no Dia Mundial da Alimentação. Colocamos, no programa 4GoodFood, esforços conjuntos para trilhar um caminho cada vez mais permanente no reconhecimento do valor dos alimentos e do consumo responsável”, afirma Stefania Lallai, diretora de Sustentabilidade e Relações Externas da Costa Cruzeiros.

O 4GoodFood é um projeto integrado de longo alcance, começando com uma revisão do processo de preparação de pratos e envolvendo ativamente hóspedes e tripulantes. Uma parte integrante do programa é a campanha de comunicação a bordo Taste don’t Waste, que tem como objetivo incentivar o consumo responsável nos buffets dos navios. A campanha aborda valores e emoções e estimula as práticas por meio da sensibilização em vez da imposição, uma vez que, além de estarem de férias, os hóspedes devem ter sua cultura respeitada.

Como resultado, a companhia doa o equivalente economizado por seus hóspedes à comunidade. Até agora, a Costa adotou cerca de 100 hortas no Quênia, Moçambique, Madagascar, África do Sul e Tanzânia, em apoio ao projeto “Food Gardens in Africa” promovido pela Fundação Slow Food para a Biodiversidade.

Em parceria com a instituição de caridade Fondazione Banco Alimentare Onlus, a Costa distribuiu 150.000 porções de refeições preparadas, mas não consumidas a bordo. Esses alimentos são descarregados regularmente em vários portos da Itália, como Savona, Civitavecchia, Bari, Palermo, Gênova e Nápoles, e também em Marselha (França), Barcelona (Espanha), Guadalupe e Martinica, onde são distribuídos para 12 associações beneficentes. O objetivo da Costa Cruzeiros é envolver também outros portos e estender ainda mais o programa de doação de alimentos excedentes, a fim de alcançar o maior número possível de comunidades desfavorecidas.

Além disso, graças à parceria com a Winnow, a Costa mapeia a cozinha de seus navios, mantendo um registro centralizado que contém quantificação e análise em tempo real do desperdício de alimento que acontece no processo de preparo das comidas.

Sobre a Costa Crociere

A Costa Crociere é a companhia marítima italiana integrante da Carnival Corporation & plc, a maior empresa de cruzeiros do mundo. Há 71 anos a frota da Costa Crociere navega pelo mundo e oferece o melhor do estilo italiano, da hospitalidade a alta gastronomia, fazendo das férias uma experiência única a bordo. As embarcações incluem o que há de mais moderno em diversão, além de oferecer opções para aqueles que desejam relaxar. Possui 15 navios em serviço, a maior frota da Europa.

Além disso, dois navios de última geração serão entregues em 2019 e 2021: eles apresentam um “projeto verde” revolucionário e será conduzido por gás natural liquefeito (GNL), combustível fóssil mais limpo do mundo, o que representa um grande avanço ambiental. A Costa reflete a excelência italiana surpreendendo seus clientes todos os dias com experiências de férias únicas e inesquecíveis graças aos 27.000 associados de Costa em todo o mundo que, por sua vez, trabalham todos os dias para oferecer o melhor da Itália em férias de cruzeiro por meio de 140 itinerários diferentes, 261 destinos e 60 portos de embarque.

loading